Total de visualizações de página

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Católicos representam 17,5% da população mundial, diz Vaticano



O mundo conta com 1,214 bilhão de católicos, o que representa 17,5% do total de sua população, segundo os dados do Anuário Estatístico Eclesial 2011, informou o Vaticano nesta segunda-feira.
A parcela de católicos aumentou 1,5% em relação a 2010, quando havia 1,196 bilhão de pessoas. Um número que, comparado com o crescimento demográfico mundial durante esse ano, que foi de 1,23%, deixa praticamente "invariável" o número dos fiéis católicos, disse o Vaticano em nota oficial.
O maior aumento de católicos foi registrado na África: 4,3%, continente que entre 2010 e 2011 teve um aumento de 2,3% em sua população.
Ao todo, o número de católicos batizados no mundo ficou distribuído da seguinte forma: 16% na África, 48,8% nas Américas, 10,9% na Ásia, 23,5% na Europa e 0,8% na Oceania.
O número de bispos passou de 5.104 em 2010 a 5.132 um ano depois, o que representa um aumento de 0,55%.
O aumento foi registrado sobretudo na Oceania (4,6%) e na África (1%), enquanto Ásia e Europa ficaram ligeiramente abaixo da média mundial e na América não houve variações.
O número de sacerdotes também aumentou, passando na último década (de dezembro de 2001 a dezembro de 2011) de 405.067 a 413.418, o que representa um crescimento de 2,1%.
Os diáconos permanentes passaram nessa década dos 29 mil de 2001 aos 41 mil de 2011.
O total de religiosas, no entanto, caiu de 792.000 em 2001 para as atuais 713.000. Por continentes, na Europa a queda foi de 2%, na Oceania 21% e nas Américas 17%, enquanto houve aumento em África (28%) e Ásia (18%).
Os candidatos ao sacerdócio, diocesanos e religiosos passaram dos 112.244 de 2001 a 120.616 em 2011, com um aumento de 7,5%.
O aumento mais forte ocorreu em África (30,9%) e Ásia (29,4%) enquanto na Europa e nas Américas houve queda de 21,7% e 1,9%, respectivamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

“Todo o conteúdo destes Blog é livre para uso, até porque o Espírito Santo não cobra 'Direitos Autorais' ”