Total de visualizações de página

segunda-feira, 9 de julho de 2012

O Chamado de Abraão


 

Depois de Noé e depois da Torre de Babel, a personagem mais importante que a Bíblia nos apresentas é Abraão.
De acordo com a Bíblia, Deus escolheu Abraão, chefe de uma tribo da Mesopotâmia, para ser o Pai da nação de Israel.
Por isso ele é tradicionalmente considerado antepassado dos Hebreus (através de Isaac) e dos Árabes (através de Ismael), e é celebrado pela sua fé.
Deus falou a Abraão em Harran e disse-lhe que deixasse a sua terra para ir para uma nova terra; disse-lhe ainda Deus que através de sua mulher, Sara, a chamada estéril, a sua descendência tornar-se-ia uma grande nação :
- “Já te não chamarás -" Abrão " mas Abraão, porque Eu farei de ti o pai de inúmeros, povos”. (Gen.17,5).
Obedecendo à voz de Deus, Abraão deixou a sua terra :
- “Taré tomou Abraão, seu filho, Lot, filho de Harran, seu neto, e Sarai, sua nora, e mulher de Abraão, seu filho, e partiu com eles de UR, na Caldeia, e dirigiram-se para a terra de Canaã”. (Gen. 11,37).
Portanto a Bíblia só nos revela que o pai de Abraão era Taré, tinha dois irmãos e a sua esposa era Sarai (Sara).
Originários da Mesopotâmia, emigraram para Oeste.
O Génesis pouco mais diz sobre a vida de Abraão, mas as gerações posteriores encarregaram-se de preencher este vazio.
Por exemplo, o chamado Livro dos Jubileus, escrito no século II a.C. foi escrito a respeito da vida de Abraão, e diz que aos 14 anos ele rejeitou o culto aos ídolos de seu pai.
Depois, durante muitos anos, insistiu com a sua família para renunciarem à sua prática de prestar culto aos ídolos, e, com a idade de 60 anos deitou fogo à casa onde se prestava culto aos ídolos.
Enquanto a sua família tentava apagar o fogo, seu irmão Haran morreu nas chamas.
Depois, esse mesmo Livro dos Jubileus mostra que Deus chamou Abraão por causa da sua cruzada contra a idolatria.
Segundo o Génesis, Abraão foi com a sua família para o lugar de Siquém nas terras de Canaã :
- “Abraão partiu como o Senhor lhe dissera, levando consigo Lot. Quando saiu de Harran, Abraão tinha setenta e cinco anos. Tomou Sarai, sua mulher, e Lot, filho de seu irmão, assim como todos os bens que possuíam e os escravos que tinham adquirido em Harran e partiram todos para a terra de Canaã ... Abraão percorreu-a até ao lugar de Siquém, até aos carvalhos de Moré”.(Gen. 12,4-6).
Deus prometeu-lhe que lhe havia de dar esta terra :
- “O Senhor apareceu a Abraão e disse-lhe : "Darei esta terra à tua descendência". (Gen. 12,7).
Todavia Abraão viu que esta terra já estava habitada :
- “Os cananeus viviam, então, naquela terra”. (Gen. 12,6).
Passado algum tempo reconheceu que, desafortunadamente, havia fome naquela terra. Abraão teve que emigrar de novo, para sobreviver e foi para as terras do Egipto.
Enquanto viajava Abraão teve um estranho pensamento.
Como sabia que sua esposa Sarai era um senhora muito bela, teve medo que os egípcios o quisessem matar para a tomarem por esposa.
Então disse para Sarai :
- “Diz que és minha irmã, para que me não aconteça nada por causa de ti e seja bem tratado e salve a minha vida, graças a ti”. (vid. Gen. 12,10 e seg.)
Quando os egípcios viram a beleza de Sarai, ficaram encantados e o Faraó quis que fosse para o seu harém e mandou que dessem muitos presentes a Abraão.
Consentindo que sua mulher fosse entregue a outro, Abraão pôs em perigo as suas relações com Deus, mas Javé, em vez de castigar Abraão, mandou pragas contra a casa do Faraó.
Logo que o Faraó descobriu toda a verdade, mandou que todos saíssem do Egipto.
Em vez de Abraão ser condenado por esta sua atitude, interpreta-se que tudo aconteceu para que Deus preservasse e defendesse as Suas promessas, perante a atitude de Abraão.
Uma vez de novo nas terras de Canaã, como as pastagens não fossem suficientes para Abraão e seu sobrinho Lot, resolveram separar-se.
Lot foi para a planície do Jordão e Abraão fixou-se na terra de Canaã. (Vid. Gen. 13/11-13).
Mas vejamos a viagem de Abraão mais em pormenor.
Viagem de Abraão
"Saiu da sua cidade UR, da casa de seus pais junto ao Eufrates, na Babilónia, e foi até Haran, 960 Km para Norte, onde todos descansaram da sua longa caminhada para as terras de Canaã.
Daí partiu para o Sul, para a Terra Prometida e chegou a Siquém onde levantou um altar ao Senhor.
Logo que Lot partiu, Deus reafirmou a Sua promessa a Abraão :
- “Toda a terra que estás vendo, dar-ta-ei, a ti e aos teus descendentes, para sempre. Farei que a tua descendência seja numerosa como o pó da terra (...). Levanta-te, percorre esta terra em todas as direcções, porque Eu ta darei”. (Gn.13,15-17).
Entretanto aconteceram hostilidades e Abraão soube que seu sobrinho Lot tinha ficado prisioneiro.
Organizou um exército de 318 homens, derrotou os inimigos e recuperou os prisioneiros. Na volta da sua batalha, vencedor de Kedor-Iaomer e dos reis seus aliados, Abraão encontrou o Sumo Sacerdote Melquisedec, rei de Salém e deu-lhe a décima parte dos despojos.
Melquisedec, rei de Salém, trouxe pão e vinho e, como era sacerdote do Deus Altíssimo, abençoou Abraão, dizendo :
- “Bendito seja Abraão pelo Deus Altíssimo que criou o Céu e a terra. Bendito seja o Deus Altíssimo que entregou os teus inimigos nas tuas mãos”.Gn.14,19).
Abraão talvez seja a personalidade do Antigo Testamento mais citada no Novo Testamento, pois que ele é o pai de uma numerosa descendência.
O Catecismo da Igreja Católica, que faz várias referências a Abraão, começa por dizer :
59. - Para reunir a humanidade dispersa, Deus escolheu Abrão, chamando-o para "fora do seu país, da sua parentela e da sua casa" (Gn.12/1), para o fazer Abraão, quer dizer, "pai duma multidão de nações" (Gn.17/5) : "Em ti serão abençoadas todas as nações da Terra"(Gn.l2/3LXX).
60. - O povo saído de Abraão será o depositário da promessa feita aos patriarcas, o povo eleito, chamado a preparar a reunião, um dia, de todos os filhos de Deus na unidade da Igreja. Será o tronco em que serão enxertados os pagãos tornados crentes.
63. - Israel é o povo sacerdotal de Deus, "portador do Nome do Senhor" (Dt.28/10). É o povo daqueles "a quem Deus falou em primeiro lugar" (MR Sexta-Feira Santa : Oração Universal IV), o povo dos "primogénitos" na fé de Abraão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

“Todo o conteúdo destes Blog é livre para uso, até porque o Espírito Santo não cobra 'Direitos Autorais' ”