Total de visualizações de página

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Doutrina Católica

Doutrina da Igreja Católica sobre o Diabo

Por que Deus permite que o Diabo lute contra os homens?
Segundo a tradição bíblica patrística, o diabo não é a personificação das paixões, mas uma pessoa, criada por Deus como anjo e, tendo perdido a comunhão com Ele, converteu-se em espírito obscuro, o diabo. Como pessoa, o diabo tem livre arbítrio, isto é, tem liberdade e esta liberdade não é violada por Deus.

O mistério do pecado atua na história porque o diabo continua gerando o mal e fazendo sua obra catastrófica como desde o início. A Tradição bíblica e patrística, fora de toda consideração teórica e ética do bem e do mal, fala sobre o rival astuto de Deus e do inimigo do homem. Este inimigo é o diabo que tem a intenção é destruir toda a autêntica vida, pois ele é um espírito de morte. Ele é uma personalidade concreta, um ser concreto. Introduz-se com a injúria, com a arrogância e o engano na história, com a pretensão de destruir a Deus e aos homens. O pecado, os sofrimentos, a morte são gerados por ele, pois espalha a ruína e o ódio, exercendo seu poder e domínio. O mal não é uma soma de ações puramente humanas; suas raízes se encontram na autoridade diabólica. É uma força que está fora do homem e de sua natureza, a quem, exercendo seu livre arbítrio, pode aceitar ou rechaçar.
O diabo originou-se a partir da vontade e ação de Deus. Os demônios não foram criados maus, pois Deus não criou o mal; tudo o que Deus cria é bom. Foram criados sem maldade em sua essência, e, em sua natureza, livres, independentes e com o livre arbítrio, exatamente como aconteceu com os anjos. Após sua voluntária queda, de seres puros se converteram em seres sombrios, impuros e violentos.
As legiões demoníacas são numerosas, distinguindo-se, umas das outras, por grupos ou classes. A multidão dos demônios e sua distinção em grupos ou classes são baseadas em suas diferentes obras e nos diversos nomes que recebem. Sendo, pois inúmeros e recebendo variados nomes, lutam continuamente para frustrar a obra redentora de Cristo.
Incapazes de prejudicar diretamente a Deus, se dirigem aos homens para, com seus poderes maléficos, travarem uma luta com eles, confundindo suas vontades, criando tentações, nos envolvendo em paixões, nos deixando confusos e obstruindo nosso tempo de oração. Para tanto, usa de várias faces e máscaras, gerando toda espécie de conflitos.
A tentação e a luta do diabo não estão acima das forças dos homens, não viola o livre arbítrio e não danifica a sua essência natural. A força do diabo não é imperativa dependendo sempre de nossa liberdade. Se sucumbirmos à tentação é porque nossa vontade assim o permitiu. Os Padres da Igreja ressaltam que o homem nunca fica só. Se a Graça de Deus deixa o homem, ele se torna um ser completamente vulnerável, permeável às influências do demônio. São Simeão, o Novo Teólogo, diz que “se não é Deus quem dirige os homens, o diabo é quem os manipula, com o consentimento e colaboração do próprio homem”.
Por isso, o homem fiel a Deus é chamado a estar sempre vigilante e em oração, pois Satanás não cessa de esconder-se e mascarar-se, com o intuito de enganar e corromper a alma humana. É mestre em perverter as palavras do Evangelho e a linguagem da Cruz, prometendo aos insensatos, facilidades e comodidades. Existe o perigo de que cheguemos à degradação total se nos entregarmos às tentações e seduções satânicas.
Se o diabo tem a possibilidade de transformar-se em qualquer coisa, até mesmo em “anjo”, podemos imaginar quão ardiloso ele é, usando de coisas inocentes e frágeis, para atrair os mais ingênuos. Tenta persuadir para destruir nos homens aquilo que lhe é mais caro: a liberdade.

Oração a São Miguel Arcanjo

São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate, sede o nosso refúgio contra as maldades e ciladas do demônio. Ordene-lhe Deus, instantemente o pedimos, e vós, príncipe da milícia celeste, pela virtude divina, precipitai no inferno a satanás e aos outros espíritos malignos, que andam pelo mundo para perder as almas. Amém

Nenhum comentário:

Postar um comentário

“Todo o conteúdo destes Blog é livre para uso, até porque o Espírito Santo não cobra 'Direitos Autorais' ”