Total de visualizações de página

quinta-feira, 14 de abril de 2011

CRUZ

animaciones gif, animaciones de corazones, cruz 3d, cruz gif

O CAMINHO REAL DA CRUZ


1. Para muitos estas palavras parecem duras: “Renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga a Jesus” (Mateus 16:24). Porém, mais duro será ouvir a suprema sentença: “Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno” (Mateus 25:41). Os que agora ouvem e seguem com alegria a pregação da cruz, não temerão então, ouvir a sentença de eterna condenação. O sinal da cruz se verá no céu quando o Senhor vier para julgar-nos. Então, todos os servos da cruz que conformaram a sua vida com a do crucificado, se aproximarão com grande confiança de Cristo juiz.
2. Por que temer tomar a cruz que conduz ao Reino? Na cruz está a salvação, na cruz está a defesa contra os inimigos, na cruz há uma infusão de suavidade sobrenatural, na cruz está a fortaleza da alma, na cruz está a alegria do espírito, na cruz está o resumo de toda virtude e na cruz está a perfeição da santidade. Somente na cruz há salvação para a alma e esperança de vida eterna. Tome a tua cruz; siga a perfeição de Jesus e chegará a vida eterna. “Ele foi em frente, levando sua cruz” (João 19:17), e morreu na cruz por você, para que você também leve a tua e nela queira morrer. Porque se morrer com ele, também com ele viverá, e se for companheiro na dor, também o será na glória.
3. Fique ciente que tudo depende da cruz e do modo como que se morre nela. Não há outro caminho para a vida e para a verdadeira paz interior, que o caminho da santa cruz e da mortificação diária. Vá onde quiser, procure o que quiser, e não achará caminho mais seguro do que o caminho da santa cruz. Prepare e ordene todas as coisas de acordo com o teu desejo e modo de ver e, querendo ou não, não encontrará outra coisa a não ser padecimento, de modo que sempre achará a cruz. Porque ou sentirá dor no corpo ou padecerá angustia íntima no espírito.
4. Algumas vezes Deus te abandonará, outras será perseguido pelo próximo, e, o que é pior, muitas vezes será uma carga incômoda para você. Disto não será aliviado nem consolado com nenhum remédio ou alegria, e terá que agüentá-lo até que Deus queira. E Deus quer que aprenda a tolerar a tribulação sem consolo, e que submeta-se plenamente a ele, e que através das tribulações, te faça mais humilde. Ninguém experimenta tanto em seu coração a paixão de Cristo, como aquele que sofre coisas semelhantes. A cruz está sempre preparada e te espera em qualquer lugar. Vá onde quiser, não poderá fugir dela porque, com você, ela estará sempre e te encontrará sempre. Suba, desça, entre, saia; em todas as partes achará a cruz. E é necessário que em todo lugar tenha paciência se deseja desfrutar de tranqüilidade interior e merecer a coroa eterna.
5. Se de bom grado levar a cruz, ela te levará e te guiará ao porto desejado onde será o fim de todo padecimento que aqui nunca termina. Se a levar contra a tua vontade, lançará em cima de você próprio uma nova carga, fazendo-a mais pesada e de qualquer forma, terá que carregá-la. Ao rejeitar uma cruz, sem dúvida encontrará outra e, talvez, mais pesada.
6. Acredita poder esquivar-se do que nenhum mortal pôde? Que santo houve sobre a terra sem cruz e sem tribulação? Nem Jesus Cristo, nosso Senhor, enquanto viveu, passou uma hora sem a dor da paixão. “Porque convinha que Cristo sofresse e ressuscitasse dentre os mortos para entrar na sua glória” (Lucas 24:26,46). E você, como anda procurando outra senda diferente deste caminho real que é a senda da santa cruz?
7. Toda a vida de Cristo foi cruz e martírio, e você quer descansar e gozar? Se engana, sim, se engana se procurar outra coisa que não seja o sofrer as tribulações, porque esta vida mortal está inteiramente cheia de misérias e rodeada de cruzes. E quanto mais alguém se eleva em espírito, tanto mais pesadas cruzes encontrará, porque, com amor, mais aumenta a dor do isolamento.
8. Contudo, aquele que está afligido de tal maneira, não terá nenhum outro consolo que o alivie, porque conhece quanto aumentam seus pensamentos ao suportar a sua própria cruz e sabe, além disso, que ao submeter-se a ela voluntariamente, todo o peso da tribulação se converte em esperança de divino consolo. Quanto mais se submete o corpo pela aflição e adversidade e pelo anseio de assemelhar-se sempre mais ao Cristo crucificado, que não quer estar sem dor e tribulação, porque julga que será tanto mais agradável à Deus quanto maiores e mais graves coisas sofra por ele. Isto não é virtude humana. É a graça de Cristo que tanto pode e tanto faz na carne débil que determina que ame e aceite com fervor de espírito o que naturalmente desagrada e afasta.
9. É contrário à natureza humana levar a cruz e amá-la, castigar o corpo reduzindo-o a escravidão, fugir das honras, suportar prazerosamente as injúrias, desprezar a si mesmo e desejar ser menosprezado, sofrer as adversidades e as perdas, e não desejar neste mundo nenhuma prosperidade. Se olhar para si mesmo, não poderá fazer todo o anterior. Mas, se confiar no Senhor, ele te dará força celestial e o mundo e a carne te estarão submetidos. E se andar armado da fé e estiver marcado com a cruz de Cristo, nem sequer temerá aos teus inimigos, o demônio.
10. Como serva boa e fiel de Cristo, prepare-se para levar com valor a cruz de teu Senhor, que se crucificou por teu amor. Prepare-se para sofrer muitas adversidades e múltiplas incomodidades nesta miserável vida porque assim Jesus estará contigo aonde quer que você estiver, e em qualquer lugar aonde se refugiar, ali o encontrará com toda certeza. Assim convém que seja, e não há outro remédio para evitar a tribulação e a dor, que suportá-los com paciência. Beba amorosamente o cálice do Senhor se quiser ser seu amigo e ter parte com ele. Confie em Deus as alegrias para que com elas, faça ele o que mais lhe agradar. E prepare-se para suportar as tribulações e considere-as como alívios sublimes porque, ainda que tenha que suportar a todas você somente, os padecimentos do tempo presente, não poderão ser comparados com a glória futura que nos reservam. (Romanos 8:18)
11. Quando tiver chegado ao ponto em que a tribulação te seja agradável e te pareça saborosa por amor à Cristo, considere-se afortunada, porque terá achado o paraíso sobre a terra. Mas se te parece duro o padecer e ainda procura evitá-lo, será uma infeliz, porque, aonde quer que vá, a tribulação te seguirá.
12. Se estiver disposta a fazer o que deve, quer dizer, a sofrer e morrer, logo será feliz e encontrará a paz. Ainda que fosse arrebatada até o terceiro céu como são Paulo, não estaria por isso assegurada contra as contrariedades. Disse Jesus - “Eu lhe mostrarei quanto deve padecer pelo meu nome” (Atos 9:16). Deve, portanto, padecer se quiser amar a Jesus e servir-lhe para sempre.
13. Quisera Deus que fosse digna de padecer algo pelo nome de Jesus! Quão grande seria a tua glória! Que alegria para todos os santos! E que edificação para a tua próxima! Todos recomendam a paciência, mas poucos são os que querem padecer. Não deveria você, com generosidade, sofrer algo por Cristo, sabendo que há muitos que suportam maiores trabalhos pelo mundo?
14. Tenha por certo que a tua vida há de ser uma morte contínua e que quanto mais alguém morre por si mesmo, tanto mais viverá para Deus. Ninguém é apto para compreender as coisas celestiais se não aceitar padecer adversidades por Cristo. Nada há no mundo mais agradável à Deus, nem mais saudável para você que sofrer voluntariamente por Cristo. E se te deixassem escolher, deveria preferir os padecimentos de Cristo que desfrutar de muitos consolos, porque assim seria mais semelhante a ele e também a todos os santos. Nosso mérito e a perfeição de nosso estado, não consiste nas muitas doçuras e nas alegrias, mas sim nas grandes penas e nas tribulações que se tem suportado.
15. Se existisse um meio mais útil e mais proveitoso para salvar aos homens que o padecimento, Cristo certamente o teria ensinado com a sua doutrina e com o seu exemplo. Mas, ao contrário, aos discípulos que lhe seguiam e a todos os que queiram acompanhá-lo, são exortados com toda franqueza a suportar a cruz, e lhes diz: “Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me” (Lucas 9:23). Depois de ter lido e considerado atentamente todo o anterior, a conclusão final é a seguinte: “Temos que passar por muitas tribulações para entrar no reino de Deus” (Atos 14:22).

A IMITAÇÃO DE CRISTO. (c. S. XIV) -- Tomás de Kempis. Livro II: Conselhos para a vida interior. Cap. 12. [...] Porque te afliges quando não se te dá o que querias e desejavas? Há quem tenha todas as coisas segundo cobiçava a sua vontade? Ninguém: nem eu, nem você, nem homem algum sobre a terra. Não há pessoa, mesmo sendo rei ou o papa, sem tribulação ou angustia. Quem possuirá a melhor parte? SEM DÚVIDA AQUELE QUE PODE PADECER ALGO POR DEUS. --Ibíd. Livro I, cap. 22: A MISÉRIA HUMANA. (Liv. I: Exortação para a vida do espírito).



Nenhum comentário:

Postar um comentário

“Todo o conteúdo destes Blog é livre para uso, até porque o Espírito Santo não cobra 'Direitos Autorais' ”