Total de visualizações de página

sábado, 19 de março de 2011

ASCETISMO


                              
ASCETISMO
Uma palavra de origem grega que se pode traduzir por esforço ou regra de vida que alguém procura levar no sentido de obter uma maior perfeição cristã.
Numa base bíblica as práticas do Ascetismo ou da Vida Ascética, consistem sobretudo em evitar a concupiscência da carne e dos olhos, e a vaidade da vida :
- Não ameis o mundo, nem o que há no mundo. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo - a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida - não vêm do Pai, mas do mundo, (1 Jo. 2/15-16).
A prática do Ascetismo é um sistema disciplinar que estabelece a ordem é a harmonia na alma, expia os pecados e ajuda a imitar a vida de sacrifício de Cristo.
Ela surge de Deus e procura ultrapassar todos os obstáculos que possam impedir amais íntima união com Deus.
O ponto central das práticas do Ascetismo consiste em entender que é necessário
negar-se a si mesmo para poder seguir a Cristo :
- Quem não tomar a sua cruz para vir após Mim, não pode ser Meu discípulo. (Lc.
74/27).
Há, portanto, duas facetas da Vida Ascética : Negar-se a si mesmo e seguir a Cristo.
Prática do jejum, vigilância, castidade e auto-disciplina, são os meios para a
purificação da alma e libertação das suas paixões como meios necessários para crescer no amor de Deus.
Na Idade Média o Ascetismo consistia essencialmente numa partilha dos sofrimentos do Redentor.
No princípio da Idade Moderna, houve uma forte reação contra o Ascetismo dos
Reformadores e dos humanistas da Renascença.
Todavia, os Ascetas modernos, como os Jesuítas e outros católicos modernos
adotaram um Ascetismo particular e pessoal que foi muito praticado, especialmente depois do Concílio de Trento.
O Ascetismo cresceu sobretudo com as exigências da vida monástica.
Entre os Protestantes foi adotada uma forma de rigoroso mas negativo Ascetismo,
enquanto os Metodistas e outras formas de religião, adotaram um Ascetismo bastante mais livre.
O Catecismo da Igreja Católica, recomenda :
2015. - O caminho desta perfeição passa pela Cruz. Não há santidade sem renúncia e combate espiritual. O progresso espiritual implica a ascese e a mortificação, que conduzem gradualmente a viver na paz e na alegria das bem-aventuranças.
2340. - Aquele que quer permanecer fiel às promessas do seu Batismo e resistir às
tentações, terá o cuidado de procurar os meios : o conhecimento de si, a prática duma ascese adaptada às situações em que se encontra, a obediência aos mandamentos divinos, a prática das virtudes morais e a fidelidade à oração. "A castidade recompõe-nos; reconduz-nos à unidade que perdemos quando perdemos o domínio de nós"(S.Agost.).
Ver : Noite Escura da alma. Teologia Ascética.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

“Todo o conteúdo destes Blog é livre para uso, até porque o Espírito Santo não cobra 'Direitos Autorais' ”